Desabafo de uma nova fã da saga

/ por Hellen Lobo Maia / 

Vivemos a época de ouro da cultura nerd. Quando o assunto é STAR WARS, aí sim você pode surtar, porque é só ir a uma loja de departamentos, num shopping ou em qualquer lugar, e lá você encontra roupas, pijamas, cama, mesa, banho e até lingerie. Existem muito mais lojas que vivem de cultura pop, e em algumas Star Wars é o carro chefe. Tem até restaurantes, lanchonetes e hamburguerias destinados a nós, nerds, e nossa querida saga sempre vai estar lá. E se você der uma olhada na internet então, é coisa de louco. Claro, nós adoramos.     

Os anos 70, 80 e 90 eram difícil para os fãs de Star Wars. Os filmes demoravam para chegar. Quadrinhos, quando havia, na maioria das situações não eram traduzidos nem chegavam no Brasil. Action figures e colecionáveis, só quando algum amigo ia para o exterior e trazia para você. E não existia a nossa querida INTERNET.

Eu, Hellen, não vivi essa época, sou da nova geração. Cheguei com o ‘despertar’. Tenho o  maior orgulho  dos amigos que viveram essas épocas e estão  firmes até hoje. Sim, a Força esteve com  eles, e isso faz com que eu dê mais valor a tudo isso que estamos presenciando. Estamos vivendo a melhor época para ser fã dessa saga tão amada. A era Disney nos proporcionou mais filmes, livros, quadrinhos, animações, action figures e colecionáveis, e graças a isso novas gerações de fãs estão surgindo, e cada vez mais STAR WARS está dominando a galáxia em que vivemos. 

Da esq. para a dir., as mulheres da organização do CJSP: Anna Freitas, Fabiola Forchin, Dany Broetto e Hellen Lobo Maia (autora do post)

Não podemos esquecer o lado feminino da Força, que desde Padme (cronologicamente falando) e nossa amada princesa Leia até os dias atuais, com Rey, Jyn Erso, Sabine e Hera, vem ganhando espaço mas infelizmente ainda é alvo de muito preconceito. O caminho está trilhado mas ainda há muito o que fazer, e a série Forces of Destiny, dos curtas de animação só com personagens femininas, é um bom exemplo desses conteúdos que mostram a força das mulheres em Star Wars. Não assistiu ainda? Corre lá no canal da Disney no Youtube! 

CATEGORIES:

Artigos-Desenhos

Tags:

2 Responses

  1. Ótimo artigo!!! Acredito que hoje as mulheres são muito mais importantes na Saga em si do que antigamente. Vide as protagonistas atuais.

  2. Antes de começar, é preciso dizer algo, nada contra as mulheres onde quer que elas queiram estar!
    É importante dizer isso, por conta do politicamente correto…. e que tudo é machismo, revanchismo ou qualquer ismo que queiram usar!

    Dito isto, adoro a Rey, apesar de não gostar tanto assim de o Despertar da Força, não que seja ruim, mas cada vez que assisto, gosto um pouco menos! rs

    Por outro lado, Star Wars completou 40 anos esse ano, 25/05/2017, e nesse tempo todo onde ficamos tantos anos sem qualquer conteúdo novo, quem manteve a saga viva, foram os fãs!
    A base de fã basicamente composta por homens, que por sinal, quantas e quantas vezes foram zoados por mulheres (e ainda são) por gostar de um conteúdo nerd como Star Wars. (ir na JediCon e ouvir, aquele evento que só tem virgem.)

    Então chegamos hoje e vemos Star Wars da seguinte forma, basicamente representando apenas por mulheres, (dos conteudos lançados da Disney até agora sobre a saga, tudo com foco feminino, filmes, jogos, livros e animes), existe algum problema em ter uma protagonista mulher onde quer que seja, CLARO QUE NÃO (vou repetir isso mais algumas vezes para ficar bem claro!)
    Nem vou entrar no tema que Rogue One em si, é um filme bom, onde a maioria das pessoas só se lembram de 1 cena. (nem preciso dizer qual é, mas tirem essa cena, do que vocês lembram do filme sem algum esforço? sei que vai aparecer alguns dizendo o contrário, mas não precisam me responder, afinal, impossível mentir para si mesmo)

    Hoje eu falo abertamente, é muitoooo bom ter mulheres participando mais, trazendo seus pontos de vista e diversidade as feiras, fazendo elas conhecerem e enxergarem que as criticas feitas no passado, foram motivadas por desconhecimento.

    E agora ainda fica o seguinte, dos dois homens que aparecem na saga, querem transforma-los em gays! (coisa que já fizeram nos livros, por sinal)

    Essa é minha opinião, quanto aos anos que passei ouvindo tanta e tanta coisa sobre amar Star Wars, e agora enxergar pessoas que criticavam tanto agora dizer que amam!
    Na real, sejam bem vindas, mas o que falo é no sentido até de mercado, quem manteve Star Wars vivo tanto tempo, é um publico que hoje praticamente é rejeitado pela propria empresa!

    Tanto é, que esse ano tem Star Wars, converso com diversos amigos sobre o tema, e quase ninguém lembra do filme… é meio que, ahhh, é mesmo… tem Star Wars no final do ano!
    (claro, que tem algumas pessoas mais empolgadas, mas a empolgação nem se compara com outros filmes da saga, até mesmo momentos antes do lançamento do Ataque dos Clones, depois daquele horrível episódio I)

    Um exemplo claro disso, está nas recepções mornas quanto aos 2 trailers lançados. E quanto isso não há argumento contra… basta procurar o numero de visualizações e comparar com o filme anterior! Isso quer dizer que o filme não fará sucesso? Não, definitivamente não, apenas que o interesse sobre SW diminuiu para esse filme!
    Mas, lembra daqueles fãs que mantiveram a saga viva durante 40 anos, esses estarão lá para assistir juntos com os novos, não resta duvida…..

    Isso não é exclusivamente por ter uma mulher como protagonista, ou de um provavel romance homossexual, apenas isso faz parte!

    Essa é apenas uma ideia inicial sobre o que tem acontecido, e a primeira vez que comento fora do grupo de amigos, onde a maioria concorda e todos entendem o que quero dizer… espero que alguém mais possa compartilhar seus pensamentos sobre… seja concordando ou discordando do que disse.

    Que a Força esteja com todos nós, sempre!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *